BuscaLivros (aka DieBuchSuche) - o motor de busca para todos os livros.
Nós estamos olhando em mais de 100 lojas para sua melhor oferta - por favor espere…
- Custos de envio para Brasil (modificar Para GBR, USA, ESP, PRT, MOZ, AGO)
Criar uma predefinição

Todos os livros para 9788547302146 - compare todas as ofertas

Arquivo de entrada:
9788547302146 - Igor Suzano Machado: Hegemonia e Jurisdição: Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito - Livro

Igor Suzano Machado (?):

Hegemonia e Jurisdição: Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito (2016) (?)

Entrega de: AlemanhaNovo livroeBook, ebook, livro digitalproduto para download digital
ISBN:

9788547302146 (?) ou 854730214X

, língua desconhecida, Appris Livraria e Editora, Appris Livraria e Editora, Appris Livraria e Editora, Novo, ebook, download digital
in-stock
O Direito contemporânero esgota a referência a antigas figuras de linguagem que o caracterizavam, ou eram fundamentais à concretização do imaginário que lhe dava suporte. Essas figuras são a catacrese ("o juiz é a boca da lei") e a prosopopeia ("a lei diz que."). Mas outras figuras de linguagem são capazes de emergir da teoria social de forma a contribuir para a inteligibilidade dos fenômenos jurídicos: a metonímia (metáfora baseada na contiguidade) e a sinédoque (substituição do todo pela parte), que irrompem da teoria do discurso de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe, quando tratam de caracterizar a categoria Hegemonia, herdada de Antonio Gramsci. O plano sobre o qual se desenrola essa substituição de figuras de linguagem chaves na compreensão do Direito é, justamente, um romance: a caracterização dada por Ronald Dworkin ao exercício da jurisdição, a que rotula de um Romance em Cadeia.Com base nisso, o livro aposta na funcionalidade dessa substituição, tanto em termos analíticos - para a compreensão empírica de como a jurisdição é exercida - quanto em termos normativos, para, tendo em vista como tal atividade é exercida, imaginar padrões teóricos capazes de balizar sua crítica e aperfeiçoamento. E claro, como não poderia deixar de ser, a referência que subjaz o experimento como um todo é o exercício jurisdicional tal como, em certa medida, vem ocorrendo na democracia brasileira. Nesse exercício, são buscados casos emblemáticos para a análise, como a interferência do Judiciário na competição política ou na regulação de casos de forte conotação moral, exemplos do que já há algum tempo vem sendo caracterizado - para o bem, ou para o mal - como uma "judicialização da política e das relações sociais".
Mais…
Categoria: Reference & Language
Palavras-chave: Hegemonia e Jurisdição: Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito Igor Suzano Machado Law Reference & Language 9788547302146
Dados de 21/02/2017 07:18h
ISBN (notações alternativas): 85-473-0214-X, 978-85-473-0214-6
Arquivo de entrada:
9788547302146 - Igor Suzano Machado: Hegemonia e Jurisdição: Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito, Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito - Livro

Igor Suzano Machado (?):

Hegemonia e Jurisdição: Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito, Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito (2016) (?)

Entrega de: Países BaixosNovo livro
ISBN:

9788547302146 (?) ou 854730214X

, língua desconhecida, Appris Livraria E Editora, Novo
Direct beschikbaar
O Direito contemporânero esgota a referência a antigas figuras de linguagem que o caracterizavam, ou eram fundamentais à concretização do imaginário que lhe dava suporte. Essas figuras são a catacrese (“o juiz é a boca da lei”) e a prosopopeia (“a lei diz que...”). Mas outras figuras de linguagem são capazes de emergir da teoria social de forma a contribuir para a inteligibilidade dos fenômenos jurídicos: a metonímia (metáfora baseada na contiguidade) e a sinédoque (substituição do todo pela par... O Direito contemporânero esgota a referência a antigas figuras de linguagem que o caracterizavam, ou eram fundamentais à concretização do imaginário que lhe dava suporte. Essas figuras são a catacrese (“o juiz é a boca da lei”) e a prosopopeia (“a lei diz que...”). Mas outras figuras de linguagem são capazes de emergir da teoria social de forma a contribuir para a inteligibilidade dos fenômenos jurídicos: a metonímia (metáfora baseada na contiguidade) e a sinédoque (substituição do todo pela parte), que irrompem da teoria do discurso de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe, quando tratam de caracterizar a categoria Hegemonia, herdada de Antonio Gramsci. O plano sobre o qual se desenrola essa substituição de figuras de linguagem chaves na compreensão do Direito é, justamente, um romance: a caracterização dada por Ronald Dworkin ao exercício da jurisdição, a que rotula de um Romance em Cadeia. Com base nisso, o livro aposta na funcionalidade dessa substituição, tanto em termos analíticos – para a compreensão empírica de como a jurisdição é exercida – quanto em termos normativos, para, tendo em vista como tal atividade é exercida, imaginar padrões teóricos capazes de balizar sua crítica e aperfeiçoamento. E claro, como não poderia deixar de ser, a referência que subjaz o experimento como um todo é o exercício jurisdicional tal como, em certa medida, vem ocorrendo na democracia brasileira. Nesse exercício, são buscados casos emblemáticos para a análise, como a interferência do Judiciário na competição política ou na regulação de casos de forte conotação moral, exemplos do que já há algum tempo vem sendo caracterizado – para o bem, ou para o mal – como uma “judicialização da política e das relações sociais”.Taal: pt;Formaat: ePub met kopieerbeveiliging (DRM) van Adobe;Kopieerrechten: Het kopiëren van (delen van) de pagina's is niet toegestaan ;Geschikt voor: Alle e-readers geschikt voor ebooks in ePub formaat. Tablet of smartphone voorzien van een app zoals de bol.com Kobo app.;Verschijningsdatum: oktober 2016;ISBN10: 854730214X;ISBN13: 9788547302146; Ebook | 2016
Mais…
Categoria: Studie & Management, Rechten
Dados de 21/02/2017 07:18h
ISBN (notações alternativas): 85-473-0214-X, 978-85-473-0214-6
Arquivo de entrada:
9788547302146 - Igor Suzano Machado: Hegemonia e Jurisdição. Novas Figuras de Linguagem Para o Romance em Cadeia do Direito (Em Portuguese do Brasil) - Livro

Igor Suzano Machado (?):

Hegemonia e Jurisdição. Novas Figuras de Linguagem Para o Romance em Cadeia do Direito (Em Portuguese do Brasil) (2016) (?)

Entrega de: FrançaNovo livro
ISBN:

9788547302146 (?) ou 854730214X

, em francês, Appris, Novo
Expédition sous 1 à 2 jours ouvrés
O Direito contemporâneo esgota a referência a antigas figuras de linguagem que o caracterizavam, ou eram fundamentais à concretização do imaginário que lhe dava suporte. Essas figuras são a catacrese ("o juiz é a boca da lei") e a prosopopeia ("a lei diz que..."). Mas outras figuras de linguagem são capazes de emergir da teoria social de forma a contribuir para a inteligibilidade dos fenômenos jurídicos: a metonímia (metáfora baseada na contiguidade) e a sinédoque (substituição do todo pela parte), que irrompem da teoria do discurso de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe, quando tratam de caracterizar a categoria Hegemonia, herdada de Antonio Gramsci. O plano sobre o qual se desenrola essa substituição de figuras de linguagem chaves na compreensão do Direito é, justamente, um romance: a caracterização dada por Ronald Dworkin ao exercício da jurisdição, a que rotula de um Romance em Cadeia. Com base nisso, o livro aposta na funcionalidade dessa substituição, tanto em termos analíticos - para a compreensão empírica de como a jurisdição é exercida - quanto em termos normativos, para, tendo em vista como tal atividade é exercida, imaginar padrões teóricos capazes de balizar sua crítica e aperfeiçoamento. E claro, como não poderia deixar de ser, a referência que subjaz o experimento como um todo é o exercício jurisdicional tal como, em certa medida, vem ocorrendo na democracia brasileira. Nesse exercício, são buscados casos emblemáticos para a análise, como a interferência do Judiciário na competição política ou na regulação de casos de forte conotação moral, exemplos do que já há algum tempo vem sendo caracterizado - para o bem, ou para o mal - como uma "judicialização da política e das relações sociais". Broché, Rótulo: Appris, Appris, Grupo de produtos: Book, Publicado: 2016, Studio: Appris
Mais…
Palavras-chave: Actu, Politique et Société, Adolescents, Art, Musique et Cinéma, Bandes dessinées, Beaux livres, Calendriers et Agendas, Cuisine et Vins, Dictionnaires, langues et encyclopédies, Droit, Entreprise et Bourse, Érotisme, Esotérisme et Paranormal, Etudes supérieures, Famille, Santé et Bien-être, Fantasy et Terreur, Histoire, Humour, Informatique et Internet, Livres pour enfants, Loisirs créatifs, décoration et bricolage, Manga, Nature et animaux, Religions et Spiritualités, Romance et littérature sentimentale, Romans et littérature, Romans policiers et polars, Science-Fiction, Sciences humaines, Sciences, Techniques et Médecine, Scolaire et Parascolaire, Sports et passions, Tourisme et Voyages
Dados de 21/02/2017 07:18h
ISBN (notações alternativas): 85-473-0214-X, 978-85-473-0214-6
Arquivo de entrada:
9788547302146 - Igor Suzano Machado: Hegemonia e Jurisdição. Novas Figuras de Linguagem Para o Romance em Cadeia do Direito (Em Portuguese do Brasil) - Livro

Igor Suzano Machado (?):

Hegemonia e Jurisdição. Novas Figuras de Linguagem Para o Romance em Cadeia do Direito (Em Portuguese do Brasil) (2016) (?)

Entrega de: Estados Unidos da AméricaEste é um livro de paperbackNovo livro
ISBN:

9788547302146 (?) ou 854730214X

, língua desconhecida, Appris, Brochura, Novo
Usually ships in 1-2 business days
O Direito contemporâneo esgota a referência a antigas figuras de linguagem que o caracterizavam, ou eram fundamentais à concretização do imaginário que lhe dava suporte. Essas figuras são a catacrese ("o juiz é a boca da lei") e a prosopopeia ("a lei diz que..."). Mas outras figuras de linguagem são capazes de emergir da teoria social de forma a contribuir para a inteligibilidade dos fenômenos jurídicos: a metonímia (metáfora baseada na contiguidade) e a sinédoque (substituição do todo pela parte), que irrompem da teoria do discurso de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe, quando tratam de caracterizar a categoria Hegemonia, herdada de Antonio Gramsci. O plano sobre o qual se desenrola essa substituição de figuras de linguagem chaves na compreensão do Direito é, justamente, um romance: a caracterização dada por Ronald Dworkin ao exercício da jurisdição, a que rotula de um Romance em Cadeia. Com base nisso, o livro aposta na funcionalidade dessa substituição, tanto em termos analíticos - para a compreensão empírica de como a jurisdição é exercida - quanto em termos normativos, para, tendo em vista como tal atividade é exercida, imaginar padrões teóricos capazes de balizar sua crítica e aperfeiçoamento. E claro, como não poderia deixar de ser, a referência que subjaz o experimento como um todo é o exercício jurisdicional tal como, em certa medida, vem ocorrendo na democracia brasileira. Nesse exercício, são buscados casos emblemáticos para a análise, como a interferência do Judiciário na competição política ou na regulação de casos de forte conotação moral, exemplos do que já há algum tempo vem sendo caracterizado - para o bem, ou para o mal - como uma "judicialização da política e das relações sociais". Paperback, Rótulo: Appris, Appris, Grupo de produtos: Book, Publicado: 2016, Studio: Appris
Mais…
Palavras-chave: Arts & Photography, Biographies & Memoirs, Business & Money, Calendars, Children's Books, Christian Books & Bibles, Comics & Graphic Novels, Computers & Technology, Cookbooks, Food & Wine, Crafts, Hobbies & Home, Education & Teaching, Engineering & Transportation, Gay & Lesbian, Health, Fitness & Dieting, History, Humor & Entertainment, Law, Literature & Fiction, Medical Books, Mystery, Thriller & Suspense, Parenting & Relationships, Politics & Social Sciences, Reference, Religion & Spirituality, Romance, Science & Math, Science Fiction & Fantasy, Self-Help, Sports & Outdoors, Teen & Young Adult, Test Preparation, Travel
Dados de 21/02/2017 07:18h
ISBN (notações alternativas): 85-473-0214-X, 978-85-473-0214-6
Arquivo de entrada:
9788547302146 - Igor Suzano Machado: Hegemonia e Jurisdição: Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito (Portuguese Edition) - Livro

Igor Suzano Machado (?):

Hegemonia e Jurisdição: Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito (Portuguese Edition) (2016) (?)

Entrega de: Estados Unidos da AméricaNovo livroeBook, ebook, livro digitalproduto para download digital
ISBN:

9788547302146 (?) ou 854730214X

, língua desconhecida, 295 páginas, Appris Livraria e Editora, Novo, ebook, download digital
ebook para download, Frete grátis.
O Direito contemporânero esgota a referência a antigas figuras de linguagem que o caracterizavam, ou eram fundamentais à concretização do imaginário que lhe dava suporte. Essas figuras são a catacrese (“o juiz é a boca da lei”) e a prosopopeia (“a lei diz que...”). Mas outras figuras de linguagem são capazes de emergir da teoria social de forma a contribuir para a inteligibilidade dos fenômenos jurídicos: a metonímia (metáfora baseada na contiguidade) e a sinédoque (substituição do todo pela parte), que irrompem da teoria do discurso de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe, quando tratam de caracterizar a categoria Hegemonia, herdada de Antonio Gramsci. O plano sobre o qual se desenrola essa substituição de figuras de linguagem chaves na compreensão do Direito é, justamente, um romance: a caracterização dada por Ronald Dworkin ao exercício da jurisdição, a que rotula de um Romance em Cadeia. Com base nisso, o livro aposta na funcionalidade dessa substituição, tanto em termos analíticos – para a compreensão empírica de como a jurisdição é exercida – quanto em termos normativos, para, tendo em vista como tal atividade é exercida, imaginar padrões teóricos capazes de balizar sua crítica e aperfeiçoamento. E claro, como não poderia deixar de ser, a referência que subjaz o experimento como um todo é o exercício jurisdicional tal como, em certa medida, vem ocorrendo na democracia brasileira. Nesse exercício, são buscados casos emblemáticos para a análise, como a interferência do Judiciário na competição política ou na regulação de casos de forte conotação moral, exemplos do que já há algum tempo vem sendo caracterizado – para o bem, ou para o mal – como uma “judicialização da política e das relações sociais”. Kindle Edition, Formato: Kindle eBook, Rótulo: Appris Livraria e Editora, Appris Livraria e Editora, Grupo de produtos: eBooks, Publicado: 2016-10-17, Data de lançamento: 2016-10-17, Studio: Appris Livraria e Editora
Mais…
Palavras-chave: Administrative Law, Biographies, Business, Constitutional Law, Criminal Law, Dictionaries & Terminology, Environmental & Natural Resources Law, Estate Planning, Ethics & Professional Responsibility, Family Law, Foreign & International Law, Health & Medical Law, Intellectual Property, Law Practice, Legal Education, Legal History, Legal Self-Help, Legal Theory & Systems, Media & the Law, Philosophy, Rules & Procedures, Specialties, Tax Law, Books, Family & Health Law, One-L, Perspectives on Law, Practical Guides, Procedures & Litigation, Taxation, Kindle Store, Kindle eBooks, Foreign Languages, Portuguese
Dados de 21/02/2017 07:18h
ISBN (notações alternativas): 85-473-0214-X, 978-85-473-0214-6

9788547302146

Localizar todos os livros disponíveis para o seu número de ISBN 9788547302146 comparar preços rapidamente e facilmente e encomendar imediatamente.

Disponíveis livros raros, livros usados e livros de segunda mão do título "Hegemonia e Jurisdição: Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito, Novas Figuras de Linguagem para o Romance em Cadeia do Direito" De Igor Suzano Machado são completamente listados.

reihenhausgarten neu anlegen der heidenfürst